26.7.05

Torpedo de tropeços

Meu sobrenome é Aziago. Costumo brincar que não nasci, mas fui abduzido ao contrário, se é que você me entende. Praticamente defecado neste planeta horrível, cinza, enegrecido pelo hálito.

Tive quatro cachorros vira-latas. Matei-os.

Tive vários sonhos pela metade. Matei-os.

Tive algumas palavras cruzadas. Matei-as.

Tive trinta e dois dentes na boca. Matei-os.

Tive dor e sono. Matei-os.

Agora só tenho meu livro na estante e meu corpo sobre a cama, quebrada.

9 comentários:

Anônimo disse...

Cara, nunca li nada tão ruim.
Concordo, vc deve ter sido defecado!!

Vítima de Spam. disse...

Ah, medíocres seres, que escrevem quebrando isotopias pra parecer que fazem poesia.

Era uma vez dois cliques, uma barra de rolagem e alguns segundos. Tadinhos, foram parar no cu do mundo do ciberespaço.

Cidão disse...

Pode crê, é mesmo muito ruim. O cara deve ter sido defecado!!!

Anônimo disse...

Qualé gente vamô deixa de sacanagem.
O texto é ruim, mais e daí?

porra disse...

Como assim e daí?
é ruim pra caralho, porra!!!

Anônimo disse...

Não acho!! Até que é bom. Gostei bastante daquela parte em que o cara matou o cachorro

Anônimo disse...

é uma metáfora sua anta!!!

parla marieta disse...

Ah, nesse planeta cinza, quse tudo se pode.
Mas fez mal em matar os cachorros.
Fez mal em matar os sonhos.
Fez bem em matar a dor e o sono.
Para dormir, teremos a eternidade.

Anônimo disse...

Olha, moço do Cronopolitano, vou dizer uma coisinha:
Seu personagem pode até ter sido defecado, mas defecado mesmo foram esses aí, ó que não sabem entender um texto de qualidade.
Podem até não entender, é válido. Podem até criticar, é mais válido ainda. Mas que não sejam mal educados.
Afinal, quero crer que quem vem aqui ler seus textos, são pessoas inteligentes e de um certo nível.
Beijos e continue a escrever.
Gosto dos seus escritos. Gosto das suas palavras soltas no espaço do tempo, da vida.
Gosto de ler do amor nas entrelinhas.
Angélica