7.1.09

Cravejado

A meta é tirar o sentido de tudo.
Tentar. Atirar.
Torturar os textos. Penetrar contra os temas.
Tremer. Aturar.
Desatender aos motivos inconsequentes. Todos.
Ultrar. Abortar. Ineditar.
E até infragmentar atitudes e aliterações idiotas.

A meta é tirar o sentido de tudo.
Utilizar outros métodos. Inventar o antimétodo.
Estuprar os desatentos. Alentar os inativos.
Destimificar. Desmistificar.
Craterizar as cicatrizes lancinantes.
Tomar por trevas o que se tornar trinca.
E atrozmente interromper o fornecimento de tempo.

A meta é tirar o sentido de tudo.
Extinguir os ponteiros.
Desadiantar os atrasos e então desatrasar.
A meta é tirar o sentido de tudo.
Atiçar os cativos. Evitar os pterodáctilos.
Principalmente evitar os pterodáctilos.
Lembrete: a meta é tirar o sentido de tudo.

Um comentário:

andre disse...

nunca pensei que um poema desses pudesse surgir de uma papo de msn!
mto bom!