5.3.08

Acerca dos intervalos e suas relações histórico-temporais

E aí há os intervalos. Que servem para isso. Para a fria ilusão de que a vida perdeu o vinagre. O tédio. O nada. O que a estragou. E que não existe mais a palavra aziaga a cimentar as esperanças de outrora.

3 comentários:

Giovanna Longo disse...

os intervalos servem para (re)avaliar. use-o a seu favor.

Giovanna Longo disse...

os intervalos servem para (re)avaliar. use-o a seu favor.

Júlia Moura Lopes disse...

escusava ter ouvido essa, viu, sr. Edison?:-)))