19.8.09

TRÊS DE AGOSTO

A espera judia de nossas almas, diz o intrépido repórter parado na esquina mais movimentada de São Paulo. São Paulo, meu amor. São Paulo, meu caminho. São Paulo e suas cicatrizes, tão desumanas e cruéis que acabaram por me impregnar grosseira e definitivamente.

Um comentário:

Fred Di Giacomo disse...

E de Taquarituba? Nem saudades?