2.10.06

Caixa de entulhos

tudo o que a vida me acumulou
tratei de descartar:
trabalhos, amores, livros...

na ponta dos dedos
sobrou só o céu da boca
e um naco de língua

agora sou uma nesga de nada
nadando no vazio
do silêncio.

Um comentário:

? disse...

Um ponto de interrogação também é legal às vezes!
Beijo!