12.4.06

Mariana

A cada te amo
penteio o poente
calibro a lua que vai encher

Meus pulmões
em que todo ar te respira
aspira
inspira
versos que todos me
pira.

Ensimesmado sou em ti
pleno
um altiplano impossível
de asa-delta
de vênus.

A cada te amo
minhas mãos trêmulas
persistem

Atiçam
o palpável
o paladar

Tilintam
o bem
o bemol.

A cada te amo
reitero os sonhos do amanhã
(adois)
esfrego os olhos do hoje
(prassempre)
sussurro a lembrança de um beijo
(sóvocê)

A cada te amo
depoisifico o antes
durante.

5 comentários:

mana disse...

te amo muito

Anônimo disse...

Here are some links that I believe will be interested

Anônimo disse...

Great site loved it alot, will come back and visit again.
»

Anônimo disse...

Hi! Just want to say what a nice site. Bye, see you soon.
»

Anônimo disse...

Looking for information and found it at this great site... spy digital camera Virtual converter harddrive free provider voip camcorder mini dv printer cartridges mcse